Valorizando talentos para criar oportunidades de desenvolvimento










Projetos e Ações
 
Projeto Fortalecimento da Apicultura no Território Rio Doce Krenak
 
O Projeto Fortalecimento da Apicultura apresenta-se como alternativa geradora de emprego e renda com fixação de mão-de-obra rural, minimizando o êxodo, beneficiando a agricultura familiar e atendendo o tema transversal patrocinado pela Petrobras. Ao serem beneficiados jovens, mulheres, povos indígenas, descendentes de pomeranos e remanescentes de assentamento de barragens. Este público é diretamente ofertado ao mercado de trabalho com sua própria produção.

Trata-se de projeto de apóio a atividade apícola, visando à geração de receita aos participantes do projeto, que vem de encontro com o potencial edafoclimático da região do Território Rio Doce Krenak (TRDK), hoje constituído por nove municípios (Aimorés, Conselheiro Pena, Itueta, Ipanema, Mutum, Pocrane, Resplendor, Santa Rita do Itueto e São Geraldo do Baixio). A população do TRDK é de aproximadamente 170.000 mil habitantes, com uma extensão territorial de 8.500 km² (IBGE 2009).

Os trabalhos desenvolvidos têm parcerias com entidades publicas e privadas, com integração entre os órgãos regionais atuantes em nosso meio (EMATER/MG, SEBRAE/MG, IEF, SENAR e Instituto Terra), que associando recursos humanos e técnicos possibilitar-se-á aplicação de manejos simplificados, e a não utilização de produtos agroquímicos, tornando-a entre as atividades, de menor risco à segurança no trabalho, integridade física e saúde dos produtores rurais.

A implantação do projeto contemplará pequenas propriedades rurais, Aldeia Indígena Krenak, assentamentos de remanescentes de construção de barragem e comunidade de Pomeranos. A proposta vem somar a outras atividades já desenvolvidas pelas comunidades e dessa forma estará contribuindo com a geração de novas opções de trabalhos, aumento da renda familiar e melhoria da qualidade de vida. A importância da atividade apícola não está apenas no incremento da renda, mas também na melhoria do nível nutricional das famílias em virtude do consumo dos produtos com alto valor nutritivo.

Os recursos advindos do patrocínio da Petrobrás serão utilizados em despesas de custeios e investimentos em pequenas infra-estruturas a serem repassadas aos beneficiários com o objetivo maior em proporcionar-lhes capacitação, habilidade e manejo na exploração de apicultura comercial.

Complementando as atividades de trabalhos de parcerias tem-se também a preocupação com a preservação do meio ambiente, envolvendo a preservação de nascentes com o cultivo de essências poliníferas, nas propriedades trabalhadas.

A região do TRDK esta inserida no Vale do Rio Doce, Estado de Minas Gerais, é caracterizada por uma tendência de empobrecimento, causada por diversos fatores, mas dois deles são muito nítidos e predominantes: o empobrecimento do capital humano e a perda de esperança para com o futuro. O projeto se apresenta como uma das possibilidades de reversão do quadro de êxodo rural que é diagnostificado na localidade devido à falta de condições de sustentabilidade dos pequenos produtores familiares no meio rural relacionado, principalmente, ao quadro de degradação ambiental que se encontra na região (conforme Diagnóstico das Cadeias Produtivas Agroindustriais do Território Rio Doce Krenak, realizado pela UFV).

Dentro da realidade regional serão beneficiados 09 municípios, com assistência direta a cerca de 1.150 jovens e 1.100 mulheres. Dentre as ações a serem realizadas, contemplaremos: cursos de capacitações, palestras, acompanhamento técnico, construções/reforma das salas do mel e distribuição de materiais e equipamentos para o desenvolvimento da atividade.

Características intrínsecas à apicultura favorecem a sua expansão na microrregião, pois são vantagens competitivas em relação a outras ocupações econômicas tais como, a necessidade de pequenas áreas para a instalação das colméias, o ciclo curto, expressiva flora apícola, exigência de pequenos valores de capital inicial e de manutenção.

Ajustes necessitam serem realizados no atual sistema produtivo, muitas das tecnologias utilizadas pelos apicultores locais são empíricas ou são adaptações de técnicas adotadas em outras regiões do país, as quais não atendem as demandas microrregionais para o bom desenvolvimento da apicultura. Aliando-se floresta x abelha, compreendemos que esta relação provocará mudanças de conceitos, ou seja, é possível produzir sem agredir o meio ambiente.

A programação a ser executada é prevista em duas etapas de doze meses cada uma, totalizando vinte quatro meses, com uma contrapartida da Petrobras da ordem de R$ 1.450.000,00(um milhão quatrocentos e cinqüenta mil reais).

Concluímos justificando que é necessário desenvolvermos trabalhos voltados para a valorização do homem e de sua família, facultando-lhes condições de produzirem o suficiente para o seu sustento e o excedente para comercialização que lhe permitirá melhor qualidade de vida. Portanto sem perder de vista a suma importância da preservação do meio ambiente, especialmente tratando-se de remanescentes da MATA ATLÂNTICA.

Na busca de resultados frutíferos é que contamos com parcerias eficientes, conscientes e proativas, no caso específico a PETROBRAS, nove prefeituras regionais, REDE UNIR, REDE MAIS, EMATER/MG, SEBRAE/MG, SENAR, Instituto Terra, Instituto Estadual de Floresta (IEF), Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), UHE-Aimorés, Fundação Germânica Anna Duus, Cooperativa Agropecuária de Resplendor Ltda (CAPEL), Faculdade Presidente Antônio Carlos de Aimorés(UNIPAC-Aimorés) e Universidade Vale do Rio Doce (Univale).
 
 
Rede Vidas | Rua Coronel Ozório, sala 06, Centro | Itueta-MG | Tel.: (33) 3266-3314